quarta-feira, 2 de junho de 2010

6 perguntas sobre Bullying

1) Quais são os diferentes tipos de bullying ?

Existem diversos tipos de Bullying. Os mais comuns se referem a humilhação da vítima por apelidos que exaltam alguma característica física aparente ou até mesmo não tão aparente assim. As agressões físicas também são muito comuns.

Com a evolução da informática e mesmo da internet, outros tipos de Bullying tem sido registrados. O mais comum é o Cyber Bullying onde se faz montagens de fotos da vítima, geralmente de cunho pornográfico e homossexual ou se cria um perfil falso em redes de relacionamentos com dados reais e esse mesmo perfil fica relacionado em comunidades de pedofilia, prostituição ou homossexualidade

Segundo a delegacia de crimes virtuais de São Paulo, essa é a modalidade mais comum de Bullying pela internet. O Cyber Bullying é uma forma mais agressiva de Bullying, pois o alcance da internet é muito maior que no Bullying tradicional, e tem o agravante do autor ter o anonimato preservado. Se juntarmos a certeza do anonimato com a falta de legislação específica sobre crimes contra a honra praticados pela internet, teremos um terreno fértil para ataques caluniosos e em alguns casos criminosos com referências a ameaças de morte e espancamentos.

Existe ainda um outro tipo que é relativamente novo. É o sexling, onde existe a distribuição de fotos ou vídeos da vítima praticando sexo ou em poses sensuais. Namorados que perdem relacionamentos e são vingativos são especialistas nesse tipo de Bullying, que pode chegar a atos criminosos como chantagens financeiras ou favores sexuais para a não divulgação do material.

2) Quais podem ser as conseqüências pra uma vítima?

As marcas que ficam nas vítimas de bullying são muito fortes e infelizmente, na maioria das vezes mudam permanentemente a vida das vítimas. As marcas mais comuns são: Depressão, baixa auto-estima, muita dificuldade em relacionamentos sociais e muitas vezes transtornos de ansiedade como a Síndrome do Pânico ou o transtorno de Stress pós traumático se instalam.
O importante é ressaltar que o atendimento psicológico oferece resultados promissores em relação a todas essas marcas, principalmente as terapias de abordagem comportamental.
Com os anos de atendimento clinico, percebo que as vítimas de Bullying paralisam e não conseguem ver que precisam de ajuda. Tenho percebido que o discurso é sempre depressivo e muitos acham que não tem possibilidade de mudar. Julgam que não tem nada a fazer além de se acostumar e esperar o tempo passar para ver se melhora. Muitas vezes se sentem até responsáveis por serem vítimas. Infelizmente as coisas não funcionam assim e o tempo não ajuda a melhorar.

3) Em que situações/contextos esta prática é mais comum?

O Bullying acontece em diferentes ambientes e contextos. Geralmente esta dentro das escolas, academias, faculdades e empresas.
Um erro que se comete, é acreditar que o Bullying só é realizado por crianças e adolescentes.

Os adultos também praticam, as vezes de forma mais intensa e cruel. Um colega de trabalho popular que destrói a auto-estima do colega "nerd", é muito comum ou então um atleta mais forte que humilha e faz brincadeiras destrutivas com um atleta mais fraco. Enfim, o Bullying está em praticamente todos os contextos onde existe interação social.


4) Como os pais devem agir ao saberem que seus filhos são vítimas de Bullying?

É um ponto difícil, pois geralmente os adolescentes preferem se calar e aguentar as humilhações e agressões físicas, já que temem que se expuserem os Bullys ( nome dado ao agressor ), a situação ficaria muito pior do que já é.
O que sempre recomendo aos pais é que tenham um diálogo aberto e honesto com os filhos. Tendo essa relação de confiança estabelecida entre pais e filhos, é muito mais fácil um diálogo sobre o Bullying.
Ao perceber algo estranho, é dever dos pais prestar atenção e conversarem com o filho. Marcas roxas que aparecem sem explicação, notas que começam a cair, retraimento social, comportamento mais introvertido, dificuldades de aprendizagem e recusa em ir a escola são sinais indicativos de que algo esta errado e portanto merece uma atenção maior dos pais.

Ao se constatar o problema, os pais devem ir a escola e falar diretamente com o diretor ou supervisor educacional da instituição que o filho esta matriculado e expor o problema e exigir uma solução rápida Algumas escolas no Brasil já estão implantando programas anti Bullying com bons resultados.
Caso exista agressão física, ataques com dados reais pela internet (inclusive com o uso de documentos e fotos), é importante que a vítima e seus pais façam um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima Existe também a possibilidade de entrar com um pedido de investigação pelo site Safernet ( http://www.safernet.org.br/site/ ).

O site é formado por juristas, advogados, juízes e delegados e atua em parceiria com o ministério público, justamente nos crimes pela internet, o Cyber Bullying também é considerado um crime pela internet e portanto é passível de denúncia, investigação e punição civil ou penal de seus autores.
O atendimento psicológico é fundamental para a vítima de Bullying. Pois sabemos que ser alvo de humilhações frequentes, as vezes durante anos e anos, provocam problemas sérios e sem tratamento devido, podem ser permanentes e altamente incapacitantes.

5) Na sua opinião, por que o tema ganhou mais repercussão recentemente no Brasil? (É mais comum atualmente, ou a mídia que passou a dar mais destaque?)

O Bullying sempre existiu. A grande diferença é que a mídia está dando maior destaque ao problema. Alem disso, houve uma mudança de entendimento muito importante. O Bullying antigamente era considerado brincadeira e bobagem de criança e não como um problema sério. A mídia, sociólogos, Psicólogos e educadores começaram a perceber que em grandes tragédias com ataques homicidas, muitas vezes o histórico do assassino é de um adolescente tímido, calado e vítima de humilhações frequentes.

Se tem como exemplo os atentados nos EUA onde vítimas de bullying invadem escolas com armas de alto calibre e cometem verdadeiras atrocidades, matando colegas que outrora eram Bullys e logo após cometem suicídio ou então são mortos pela polícia. Podemos citar o massacre de Columbine em abril de 1999, que terminou com 15 mortos e 21 feridos graves. Os assassinos eram vitimas de Bullying e chegaram a fúria homicida em resposta por anos e anos de humilhações que sofriam.

6) Quais são as características que compõem o perfil psicológico do Bully?

O Bully geralmente é um indivíduo com baixa auto estima e pouca empatia. Quase sempre é uma pessoa que possui um atributo que o coloca como líder ou mesmo uma pessoa admirada. Pode ser um atleta, um aluno popular ou alguém fisicamente avantajado.

Como característica principal, podemos dizer que o Bully sente uma necessidade de dominar e subjugar os outros, gosta de impor suas vontades, gostos, preferências, custa a adaptar-se às regras, não aceita ser contrariado, é considerado pela turma como um ditador daquilo que é legal e do que não é.

Podemos até dizer que o Bully é aquele que forma um pequeno exército de aliados contra a vítima. Pois se não está com ele, então está contra ele.

Um comentário:

teitek disse...

gostei muito das perguntas e das respostas. concordo plenamente com você, no momento que você falou da personalidade do praticante, uma pessoa de baixa auto estima, um atleta, uma pessoa popular, fisicamente um avantajado. glória a Deus que lá no colégio onde estudo não tem essa barbaridade.